Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bradley Manning aparece de peruca e maquiagem em foto

Depois de repassar informações secretas do governo americano para o WikiLeaks, soldado americano tem conteúdo de e-mail revelado

O soldado Bradley Manning pediu perdão nesta quarta-feira, durante a audiência que definirá a sentença de seu caso. Responsável por entregar mais de 700 000 arquivos relacionados às operações dos Estados Unidos nas guerras do Afeganistão e do Iraque ao site WikiLeaks, do hacker Julian Assange, Manning disse à corte marcial que estava arrependido de ter “prejudicado os EUA”. “Eu entendi que o que eu estava fazendo era errado, mas eu não medi os efeitos de minhas ações. Só queria ajudar as pessoas e não prejudicá-las”, afirmou o militar, segundo a rede americana CNN.

Manning foi considerado culpado em 30 de julho de vinte das 22 acusações que pesavam contra ele. O soldado, contudo, livrou-se da pior acusação, a de “colaborar com o inimigo”, que poderia acarretar uma condenação à prisão perpétua. A defesa também conseguiu apresentar um recurso que reduziu a sentença máxima à qual Manning pode ser condenado de 136 anos em prisão para noventa anos. Ao tentar justificar o vazamento de informações secretas, o soldado afirmou que “enfrentava muitos problemas à época”.

O pronunciamento de Manning foi feito após o testemunho de um psicólogo do Exército americano dizendo que o soldado parecia estar isolado e sob intensa pressão na condição de um militar que enfrentava uma crise de identidade de gênero em um ambiente estritamente masculino. “Estar nas Forças Armadas e ter um problema de identidade de gênero não são coisas que andam exatamente de mãos dadas”, disse o capitão Michael Worsey.

A crise do soldado se agravou quando ele enviou um e-mail para o sargento de seu batalhão intitulado “Meu Problema”. Embora Manning não especificasse qual era o problema no texto, a mensagem trazia anexada uma foto do soldado com peruca loira e maquiagem. “Isso não vai embora, isso só me assombra cada vez mais enquanto eu fico mais velho. Agora, as consequências disso são terríveis, e estão me causando grande dor e sofrimento. Eu não sei o que fazer com isso”, dizia Manning no e-mail. O Exército americano divulgou a versão completa da mensagem após o depoimento de Worsey.