Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Bombeiros cobrem maior árvore do mundo para tentar salvá-la de incêndio

Fogo sem controle avança sobre o Parque Nacional das Sequoias, na Califórnia

Por Ernesto Neves Atualizado em 17 set 2021, 16h40 - Publicado em 17 set 2021, 16h13

O Parque Nacional das Sequoias Gigantes, na Califórnia, iniciou nesta sexta-feira (17) uma operação de emergência para tentar salvar suas árvores de um incêndio florestal fora de controle.

Alimentada por um calor sem precedentes no Hemisfério Norte, a temporada de incêndios do oeste dos Estados Unidos tem mostrado voracidade incomum este ano.

Bombeiros na região cobriram várias árvores com papel alumínio para tentar protegê-las da aproximação das chamas.

Entre os exemplares protegidos está a árvore conhecida como “General Sherman”, a maior do mundo, com 84 metros de altura e 2.500 anos de idade.

O material garantem, ajuda a conter as chamas e é bastante usado na construção civil. Sua utilização em árvores, porém, é rara, e feita somente como último recurso. 

“Estamos dando prioridade máxima à Floresta Gigante e utilizando todos os recursos possíveis”, disse a porta-voz do Corpo de Bombeiros, Rebecca Paterson, à imprensa local. Segundo Rebecca, quase 2.000 árvores gigantes estão sob ameaça iminente pelas chamas. 

Fogo avança sobre o Parque Nacional das Sequoias, na Califórnia
Fogo avança sobre o Parque Nacional das Sequoias, na Califórnia Divulgação/Divulgação

O embrulho está sendo aplicado apenas na base das árvores.  “Não é possível colocá-lo a 30 metros de altura”, explicou a porta-voz.

“A ideia é evitar que o fogo chegue pelo chão e atinja a base da árvore, justamente a parte mais vulnerável às labaredas”, completou.

Em 2020, outro incêndio matou cerca de 10.000 sequoias, várias delas com mais de 2.000 anos de idade.

Bombeiros 'envelopam' árvores e placas do Parque Nacional das Sequoias, na Califórnia, para conter incêndio devastador
Bombeiros ‘envelopam’ árvores e placas do Parque Nacional das Sequoias, na Califórnia, para conter incêndio devastador Divulgação/Divulgação
Continua após a publicidade
Publicidade