Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Bombardeios em Homs cessam devido a visita de observadores da ONU

Por Da Redação 21 abr 2012, 08h10

Cairo, 21 abr (EFE).- As tropas do governo da Síria pararam neste domingo de bombardear a cidade de Homs, no centro do país, perante a visita dos observadores da ONU, que se reuniram com as autoridades da região, segundo fontes oficiais e da oposição.

A agência de notícias oficial ‘Sana’ alertou sobre a escalada de ações de supostos grupos terroristas, aproveitando o cessar-fogo decretado desde a semana passada.

Por sua vez, ativistas e defensores de direitos humanos afirmaram que a tranquilidade reina desde a manhã na castigada cidade de Homs após os intensos bombardeios dos últimos dias.

O Observatório de Direitos Humanos sírio destacou em nota oficial que não foram relatadas explosões nem disparos na cidade, ao contrário dos dias anteriores, quando dezenas de pessoas morreram em bombardeios do exército.

O ativista dos Comitês de Coordenação Local Emad Hosari disse à Agência Efe que o bairro de Al Khalediya, em Homs, foi um dos mais atingidos pelos bombardeios.

‘O regime tentou destruir alguns edifícios e pontos da cidade antes da chegada dos observadores, aos quais tinha negado em três ocasiões o acesso a Homs sob o pretexto de não garantir sua segurança’, afirmou.

O porta-voz dos Comitês acrescentou que a cidade de Duma, nos arredores de Damasco, foi palco de um intenso bombardeio nesta madrugada. Além disso, ele acusou as autoridades de não retirar os tanques das cidades, como exige o plano de paz proposto por Kofi Annan, enviado internacional das Nações Unidas à Síria.

Espera-se que hoje o Conselho de Segurança da ONU vote um projeto de resolução para ampliar o número de observadores para 300. Eles deverão verificar também o cumprimento do frágil cessar-fogo entre as partes, em vigor desde o dia 12 de abril. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade