Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bombardeios deixam mais de 30 mortos na Síria

Cairo, 7 jul (EFE).- Mais de 30 pessoas morreram neste sábado nos bombardeios e operações de repressão lançadas pelas forças do regime sírio, a maioria na cidade oriental de Deir ez Zor, informaram os principais grupos opositores.

Junto a este ataque das tropas governamentais, em Deir ez Zor também se registraram violentos combates entre essas forças e os rebeldes do Exército Livre Sírio (ELS), nos quais houve baixas nos dois lados.

Os bombardeios atingiram a cidade de Homs e localidades próximas como Talkalakh e Al Qusayr, alvo de ataques com artilharia pesada.

Na província central de Hama, as tropas do regime irromperam na localidade de Qabibat e assassinaram pelo menos três pessoas ao disparar de forma indiscriminada, segundo os dados dos dois grupos opositores citados.

As forças leais ao presidente sírio, Bashar al Assad, também fizeram buscas nas casas e destruíram e incendiaram várias propriedades públicas.

A província meridional de Deraa foi palco de combates entre os rebeldes e o Exército do regime, assim como alvo de bombardeios, especialmente as localidades de Sheikh Miskin e Obada, que forçaram um grande deslocamento de habitantes.

O povoado de Izaz, em Aleppo, foi atacado pelo sétimo dia consecutivo, segundo os opositores, que denunciaram também fortes bombardeios na periferia de Damasco.

Estes episódios de violência ocorrem um dia após uma reunião em Paris do grupo de países chamado ‘Amigos da Síria’, que condenou os crimes do regime Assad e recomendou uma ‘ação mais forte’ ao Conselho de Segurança da ONU. EFE