Clique e assine a partir de 8,90/mês

Bombardeio americano após fim de missão da Otan mata 6 talibãs

Ataques com os aviões não-tripulados aconteceram neste domingo, horas após a cerimônia que marcou o fim da missão ocidental no Afeganistão

Por Da Redação - 29 dez 2014, 15h05

Pouco depois da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e Estados Unidos oficializarem o fim da missão de combate no Afeganistão no domingo, seis talibãs morreram em dois bombardeios de drones americanos no país asiático, informaram nesta segunda-feira fontes oficiais afegãs. No primeiro dos bombardeios, um avião não-tripulado matou na tarde deste domingo dois insurgentes, entre eles um importante comandante, Sayed Azam, no distrito de Want-Waigal na província oriental de Nuristan, disse o governador interino da região, Hafiz Abdul Qayum.

Horas mais tarde, um segundo drone bombardeou um veículo no distrito de Ghanikhil da província oriental de Nangarhar, matando quatro insurgentes, disse o porta-voz da polícia regional, Hazrat Hussain Mashriqiwal. Os bombardeios ocorreram pouco depois da cerimônia que marcou fim de 13 anos de missão de combate da Otan e a passagem para um papel de assessoria de um pequeno contingente de tropas estrangeiras com a presença de 10.800 soldados americanos e entre 3.000 e 4.000 militares da Aliança Ocidental.

Leia também

Talibãs dizem que Otan sofreu derrota no Afeganistão

Cerimônia marca fim da missão da Otan no Afeganistão

EUA repatriam quatro afegãos detidos em Guantánamo

A agência de inteligência afegã informou a detenção de um terrorista suicida de 18 anos que planejava um atentado em Cabul. O porta-voz talibã Zabihullah Mujahid repudiou pelo Twitter as informações do governo afegão sobre as baixas insurgentes e afirmou que o suicida não pertence a sua organização.

O Afeganistão atravessa um dos momentos mais complicados desde a invasão dos Estados Unidos e o final do regime talibã há 13 anos, com um aumento dos ataques insurgentes e o número de vítimas civis nos últimos meses. O número de vítimas civis no conflito afegão aumentou 19% este ano se comparado a 2013, com 3.188 mortos e 6.429 feridos, segundo dados divulgados pela ONU.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade