Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Bloomberg estuda se candidatar a prefeito de Londres

Ex-prefeito de Nova York em três oportunidades entre 2002 a 2013, o bilionário americano Michael Bloomberg conta com o apoio de políticos conservadores para eleição de 2016

Por Da Redação 6 abr 2015, 07h18

O ex-prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, 73 anos, avalia concorrer ao cargo de prefeito de Londres de 2016, substituindo Boris Johnson, informa neste domingo o jornal The Sunday Times. Amigos do político declararam ao periódico que “ele está considerando” concorrer nessas eleições pelos ‘tories’, o partido conservador da Grã-Bretanha, uma possibilidade que já cogitaram os conservadores antes de Johnson ser escolhido para concorrer em 2012.

O bilionário foi casado com uma inglesa e tem duas filhas de nacionalidade britânica. Bloomberg já tratou do assunto com os estrategistas do Partido Conservador, que buscam com afinco um substituto de peso para Johnson e tentam atrair o americano. Steve Hilton, assessor do primeiro-ministro David Cameron, deu na semana passada sinal verde à ideia e opinou que “sua liderança pragmática e focalizada na resolução de problemas é justamente o que Londres necessita”.

Leia também

A primeira vez de Michael Bloomberg na favela

‘Se consertarmos as cidades, consertamos o mundo’

O ‘tory’ Boris Johnson, conhecido por suas brincadeiras, quer conseguir uma cadeira na Câmara dos Comuns (a casa baixa do Parlamento britânico) nas eleições gerais de 7 de maio, e se eleito, planeja combinar seu trabalho com a Prefeitura até 2016. Bloomberg conta com o apoio do próprio Johnson, que confessa ser seu admirador. Para sucedê-lo, Bloomberg, que foi prefeito de Nova York três vezes entre 2002 e 2013, deveria obter a nacionalidade britânica, algo que, segundo o jornal, não seria difícil, porque o Ministério do Interior poderia acelerar o trâmite pelo fato de o empresário ter contribuído com pelo menos 500 milhões de libras (2,3 bilhões de reais) para a economia britânica.

A Grã-Bretanha concede nacionalidade britânica com trâmite mais rápido aos milionários que invistam pelo menos dois milhões de libras no país. Bloomberg recebeu em 2014 o título de cavalheiro honorário pela rainha Elizabeth II “por seus prodigiosos trabalhos empresariais e filantrópicos”. O bilionário tem uma casa de 20 milhões de libras (93 milhões de reais) em Knightsbridge – um dos bairros mais luxuosos de Londres – e está nos conselhos da galeria de arte Serpentine e no teatro Old Vic. Além disso, Bloomberg possui vários investimentos imobiliários e planeja abrir a sede europeia de sua agência de notícias financeiras Bloomberg LP na capital britânica, onde já tem uma importante representação.

(Da redação)

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês