Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Biden estreia em redes oficiais com vídeo sobre pandemia, clima e crise

@POTUS, criada por Barack Obama e entregue a Donald Trump, agora chega às mãos do 46º líder americano

Por Da Redação Atualizado em 20 jan 2021, 15h20 - Publicado em 20 jan 2021, 15h11

Nesta quarta-feira, 20, o democrata Joe Biden se tornou o 46º presidente dos Estados Unidos. Mas, além dos deveres no comando do país, ele também terá a sua disposição as contas oficiais no Twitter destinadas ao mandatário e à Casa Branca

A conta @POTUS, sigla em inglês para Presidente dos Estados Unidos, agora passa por uma situação mais complicada do que há quatro anos, quando Barack Obama (2009-2017) entregou as chaves, e seus milhões seguidores, para o Donald Trump. Na época, o republicano não precisou conseguir seguidores do 0.

Neste ano, Biden terá direito ao @POTUS, mas teve que conseguir seguidores do 0. Sua conta antiga, com mais de 24 milhões de seguidores, ficará às moscas, já que fará toda sua comunicação pela nova, que, logo após a posse, somava menos de 2 milhões.

“Pessoas no Twitter que anteriormente seguiam as contas institucionais da Casa Branca, ou que atualmente seguem contas relevantes de Biden ou Harris, irão receber alertas dentro do aplicativo ou outros meios que irão notificá-las sobre processos de arquivamento, assim como a opção para seguir as novas contas do governo”, afirmou o Twitter em uma publicação em seu blog oficial.

Ao invés de um espaço para divulgar os feitos do presidente e se aproximar do público, a conta se tornou, sob Trump, um poderoso megafone para a agenda do governo, incluindo as recentes acusações infundadas de fraude eleitoral.

Ainda assim, chegou à marca de 33,3 milhões de seguidores. A conta oficial da Casa Branca (@WhiteHouse), em comparação, tem 26 milhões.

Em sua primeira publicação usando o novo arroba, Biden destacou que “não há tempo a perder no que diz respeito a combater as crises que enfrentamos”.

Continua após a publicidade

Já no @WhiteHouse, agora sob comando da equipe de Comunicação de Biden, o primeiro ato foi um breve vídeo, junto à frase “Hoje, o trabalho começa”. O vídeo, de pouco mais de um minuto, tem foco na pandemia, no clima e na classe média, boa parte da base eleitoral do presidente antecessor.

O amargurado republicano, que não compareceu à posse, passará agora a usar a conta @POTUS45, já que foi o 45º presidente americano. As trocas também incluem o @FLOTUS, dedicado à primeira-dama: Jill Biden assume as redes, no lugar de Melania. 

Continua após a publicidade
Publicidade