Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Berlusconi é condenado a um ano de prisão no caso Unipol

Processo se refere à publicação, no jornal 'Il Giornale', de seu irmão, de escutas telefônicas relacionadas a um escândalo bancário. Ex-premiê pode recorrer

Por Da Redação 7 mar 2013, 09h31

Um tribunal de Milão condenou o ex-primeiro-ministro da Itália Silvio Berlusconi, nesta quinta-feira, a um ano de prisão pelo caso Unipol, a publicação ilícita de escutas telefônicas no jornal Il Giornale, que pertence a seu irmão Paolo.

Leia também:

Berlusconi é acusado de comandar rede de prostituição

No episódio, o jornal tornou público o conteúdo gravado de um telefonema confidencial em um caso relacionado a um escândalo bancário de 2005. A condenação acontece no momento em que Berlusconi enfrenta dois outros julgamentos por acusações de fraude fiscal e de ter pago por sexo com uma prostituta menor de idade.

Leia também:

Roma: promotoria investiga carta de Berlusconi a eleitores

Continua após a publicidade

Bersani recusa aliança com Berlusconi e se diz candidato

Berlusconi pede ‘sacrifícios’ para formação de alianças

Os promotores no caso do grampo telefônico tinham pedido uma pena de prisão de um ano para o magnata da mídia. Berlusconi, que nega qualquer irregularidade, pode recorrer da decisão a um tribunal especial de apelações.

Segundo a lei italiana, ele não deve cumprir qualquer pena de prisão até que todos os recursos possíveis sejam julgados.

(Com agências EFE e Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade