Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Benjamin Netanyahu recebe mandato para tentar formar governo em Israel

Premiê terá cerca de um mês para atrair possíveis aliados e formar uma coalizão. Depois disso, oposição pode ganhar a chance de formar uma maioria

Por Da Redação Atualizado em 6 abr 2021, 09h38 - Publicado em 6 abr 2021, 08h54

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, recebeu nesta terça-feira, 6, o direito de tentar formar um novo governo. As eleições de 23 de março terminaram sem um vencedor claro, o que obriga os partidos mais votados para o Parlamento a negociar uma coalizão.

O partido de direita de Netanyahu, o Likud, conquistou o maior número de cadeiras no Parlamento (30 de 120) nas eleições e recebeu o apoio dos partidos ultraortodoxos e da extrema direita. O bloco, contudo, não conquistou os 61 assentos necessários para formar uma maioria.

Ainda assim, os deputados aliados de Bibi recomendaram ao presidente Reuven Rivlin que o atual premiê tivesse a chance de negociar novas alianças.

Netanyahu terá 28 dias para atrair possíveis aliados e formar uma coalizão majoritária no Parlamento. Esse prazo pode ser prorrogado por duas outras semanas. Depois disso, Rivlin pode escolher outra pessoa para formar uma maioria.

Bibi é o premiê mais longevo da história de Israel, no poder desde 2009. Ele também é o primeiro chefe de governo da história do país a enfrentar processos judiciais durante seu mandato. Ele é acusado de corrupção, fraude e abuso de confiança em três casos. Ele nega todas as acusações.

Continua após a publicidade
Publicidade