Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Banda da Coreia do Norte desiste de show na China por censura a “letras antiamericanas”

O grupo The Moranbong Band abriu mão das apresentações como forma de protesto ao governo chinês

Uma banda de pop norte-coreana cancelou seus shows em Pequim, na semana passada, após autoridades chinesas censurarem as letras de suas músicas, consideradas “antiamericanas”. O grupo The Moranbong Band, formado pessoalmente por Kim Jong-un, tinha uma apresentação marcada para o dia 12 de dezembro, que foi cancelada três horas antes de seu início.

De acordo com uma fonte anônima, ouvida pelo jornal britânico The Guardian, os censores chineses não aprovaram as referências aos Estados Unidos como “lobo ambicioso” e letras que glorificavam a Guerra da Coreia. “A China é da opinião de que as letras provocam desnecessariamente os EUA”, afirmou a fonte.

Leia também:

EUA vendem armas a Taiwan e China reclama

Coreia do Norte sentencia pastor canadense à prisão perpétua com trabalhos forçados

Coreia do Norte tem bomba de hidrogênio, diz Kim Jong-un

A The Moranbong Band é um projeto desenvolvido por Kim Jong-un com o objetivo de colocar seu selo pessoal no mundo das artes norte-coreanas. O grupo, composto por músicas escolhidas a dedo pelo ditador, foi formado em 2012 e iria realizar seu primeiro show no exterior em Pequim. Após a censura das letras, os norte-coreanos consultaram Kim e decidiram cancelar o show e retornar ao seu país como forma de protesto.

A China vem agindo como um intermediário entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte e tentou repetidamente fazer com que os rivais melhorem suas relações. O Ministério das Relações Exteriores chinês se recusou a comentar o assunto.

Vídeo: Show do grupo The Moranbong Band em 2013


(Da redação)