Clique e assine a partir de 9,90/mês

Ban Ki-moon pede que Bashar al Assad interrompa ofensiva contra manifestantes

Por Fabrice Coffrini - 31 jul 2011, 19h52

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu que o presidente sírio, Bashar al Assad, interrompa a ofensiva militar contra os manifestantes, a qual neste domingo deixou cerca de 140 mortos, informou um porta-voz da organização.

“O secretário-geral está muito preocupado com as informações da Síria de que centenas de manifestantes foram assassinados em Hama (centro) e em outros povoados e cidades do país”, disse o porta-voz Martin Nesirky.

Ban “condena com firmeza o uso da força contra a população civil e pede ao governo da Síria que detenha a violenta ofensiva de uma vez”.

O secretário-geral lembrou a Síria de sua obrigação de respeitar os direitos humanos, incluindo a liberdade de se manifestar pacificamente, e instou Assad a “escutar as aspirações legítimas do povo”.

Ao menos 100 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas durante uma ofensiva do exército em Hama, cidade rebelde do centro da Síria, em um dos “dias mais sangrentos” desde o início da revolta contra o regime, segundo ativistas.

Continua após a publicidade
Publicidade