Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Ban Ki-moon pede calma e ordem constitucional em Mali

Por Da Redação 22 mar 2012, 06h38

Genebra, 22 mar (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, reafirmou seu ‘respaldo à ordem constitucional’ em Mali e indicou seguir com ‘profunda preocupação’ a situação no país africano.

Assim indicou um porta-voz de Ban em comunicado divulgado nesta quinta-feira pelas Nações Unidas em Genebra, no qual se acrescenta que o secretário-geral ‘pede calma e que as diferenças se resolvam de maneira pacífica, no marco do processo democrático’.

A declaração sucede à reunião do Conselho de Segurança da ONU, que manteve na quarta-feira consultas a portas fechadas sobre a situação em Mali, depois que um grupo de militares tomou o controle de vários pontos estratégicos da capital.

‘Os membros do Conselho de Segurança expressaram sua preocupação acerca das informações sobre os distúrbios militares em Mali e pediram calma e respeito à ordem constitucional a todas as partes’, disse à imprensa o presidente rotativo do Conselho, o embaixador do Reino Unido na ONU, Mark Lyall Grant.

O diplomata indicou que o principal órgão de decisão da ONU manteve consultas sobre os eventos no país africano e decidiu solicitar um relatório ao Departamento de Assuntos Políticos das Nações Unidas, que será divulgado hoje.

Dezenas de militares tomaram a sede da televisão e da rádio estatais em Mali e as principais ruas da capital após negar-se a combater os independentistas tuaregues que pegaram em armas no norte do país em janeiro. EFE

Continua após a publicidade

Publicidade