Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Ban Ki-moon lamenta catástrofe no Afeganistão e oferece ajuda da ONU

Deslizamento no nordeste do país causou mais de 2.000 mortes, de acordo com o governador da província de Badakhshan, Shah Wali Adeeb

Por Da Redação 3 Maio 2014, 21h56

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, transmitiu, neste sábado, suas condolências ao Afeganistão pela morte de mais de 2.000 pessoas em um deslizamento de terras no noroeste do país e ofereceu a ajuda das Nações Unidas para proteger as regiões com risco de catástrofes.

Em um comunicado apresentado por seu porta-voz, Ban Ki-moon se declarou “profundamente entristecido” com a catástrofe registrada no país asiático, um dos piores desastres naturais de sua história.

“O secretário-geral transfere suas sinceras condolências ao povo e ao governo do Afeganistão, especialmente para aqueles que perderam parentes, amigos e casas neste desastre”, assinalou a nota.

No comunicado, Ban Ki-moon apontou que as agências da ONU e seus parceiros estão apoiando às autoridades e prontos para “coordenar esforços para melhorar a proteção das comunidades em risco de desastres naturais”.

As autoridades dão por mortas pelo menos 2.000 pessoas no deslizamento de terra registrado sexta-feira, enquanto as equipes de resgate continuam os trabalhos com poucas esperanças de encontrar sobreviventes. O desastre teria ocorrido após fortes chuvas atingirem Badakhshan, região com morros e montanhas.

Leia também:

Deslizamento matou mais de 2.000 no Afeganistão

(Com Agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade