Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Ban Ki-moon diz que Steve Jobs foi ‘diferente’

Por Justin Sullivan - 6 out 2011, 20h23

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, afirmou nesta quinta-feira que Steve Jobs foi um homem “diferente”, um visionário que “acreditava na genialidade humana”.

“Steve Jobs era diferente dos outros. Ele via o que os demais não percebiam. Acreditava, mais que os outros, no poder da genialidade humana”, disse Ban por meio do porta-voz Martin Nesirky.

Falecido nesta quarta-feira, aos 56 anos, vítima de câncer de pâncreas, Jobs foi o criador da Apple, a gigante que revolucionou o mundo da tecnologia.

Publicidade