Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ban Ki-moon critica países que toleram testes atômicos

Viena, 17 fev (EFE).- O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, criticou nesta sexta-feira em Viena a ‘irresponsabilidade’ dos países que ainda não assinaram ou ratificaram o Tratado de Proibição Completa dos Testes Nucleares (CTBT, na sigla em inglês).

‘Qualquer país que se oponha a assiná-lo ou ratificá-lo simplesmente falta a sua responsabilidade como membro da comunidade internacional’, disse Ban durante a celebração do 15º aniversário do início dos trabalhos para que o acordo entre em vigor.

Ban lembrou que só falta o compromisso de oito países para que o tratado comece a vigorar e assegurou que não há motivo para negar-se a apoiar este documento.

Atualmente, só faltam as assinaturas de Egito, Coreia do Norte, Israel, Irã, China, Estados Unidos, Paquistão e Índia.

O secretário-geral da ONU pediu a esses países que deem seu sinal verde a um tratado que, segundo ele, servirá para aproximar-se de um mundo sem armas nucleares.

‘O desarmamento nuclear e a não-proliferação não são ideias utópicas. Se pusermos fim aos testes, nos aproximaremos de eliminar as armas nucleares e ficaremos mais perto de um mundo mais seguro e próspero’, assegurou Ban.

Para o secretário-geral da ONU, é uma ‘irresponsabilidade’ o fato de o tratado ainda seguir pendente de ratificação 15 anos depois da criação da Comissão Preparatória para o Tratado de Proibição Completa dos Testes Nucleares. EFE