Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Autoridades venezuelanas prendem 12 policiais após morte de filha de cônsul

Caracas, 17 mar (EFE).- As autoridades venezuelanas prenderam neste sábado 12 funcionários do Corpo de Pesquisas Científicas, Penais e Criminalísticas (CICPC) supostamente envolvidos na morte de Karen Berendique, filha do cônsul do Chile em Maracaibo, Fernando Berendique.

‘Foram colocados às ordens da Procuradoria 12 funcionários que se encontravam no local e no momento são praticadas as avaliações de rotina’, disse o diretor do CICPC, José Humberto Ramírez, em declarações ao canal estatal ‘VTV’.

Karen Berendique, de 19 anos, morreu na madrugada do sábado ‘após receber três marcas de bala’ ao, supostamente, não parar em uma blitz policial, segundo denunciou seu pai em declarações divulgadas pelo jornal ‘Panorama’.

Ramírez confirmou a participação nos fatos de funcionários do CICPC, que estavam fazendo trabalhos de investigação para encontrar uma quadrilha de roubo e furto de veículos na região. Entretanto, ele afirmou que se trata de um ‘caso isolado, personalista e que não tem nada a ver com as diretrizes da instituição’.

‘Eles terão que responder penalmente, administrativamente e civilmente pelo caso’, acrescentou, ao explicar que há uma investigação em curso e que as autoridades venezuelanas já estão em contato com as chilenas. EFE