Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Autoridades suíças elevam nível de alerta em Genebra e buscam terroristas

Por Da Redação 10 dez 2015, 14h51

As autoridades da Suíça elevaram nesta quinta-feira o nível de alerta policial na cidade de Genebra e seus arredores, onde são procurados quatro suspeitos relacionados com os atentados terroristas de Paris.

Uma fotografia divulgada entre as forças de segurança mostra os indivíduos procurados – quatro homens de barba suspeitos de integrar o Estado Islâmico, de acordo com o jornal britânico The Guardian. “Em meio às investigações sobre os atentados de Paris, no plano internacional e nacional, a polícia de Genebra e seus colaboradores buscam ativamente várias pessoas” por indicação do governo (federal) ontem, diz um comunicado do Departamento de Segurança de Genebra.

Leia também:

Polícia identifica francês como o terceiro terrorista do Bataclan

Estado Islâmico divulga canto em mandarim para recrutar chineses

Continua após a publicidade

Com base nessa informação ficou decidido aumentar a vigilância e reforçar a mobilização de agentes de segurança. Policiais armados com submetralhadoras foram posicionados nas entradas da sede da Organização das Nações Unidas (ONU) na Europa, além de aeroporto e estações de trem da cidade.

O comunicado afirma que pode haver indivíduos relacionados com os atentados na região e que estão sendo realizadas investigações – em coordenação com serviços de segurança internos e de outros países – para localizá-los e interrogá-los. “Passamos de uma ameaça vaga para uma ameaça precisa”, assinalou a porta-voz do Departamento de Segurança, Emmanuelle Lo Verso.

O Ministério Público da Suíça abriu um processo por “atos preparatórios delitivos” com base nas informações da polícia. No entanto, nenhum evento de fim de ano foi cancelado até o momento na região. Entre as atividades previstas estão um desfile pelo centro da cidade de 800 pessoas com fantasias medievais, cavalos e carroças para comemorar a vitória sobre tropas de Saboia que tentavam invadir a cidade na noite do dia 11 a 12 de dezembro de 1602.

Esse desfile é acompanhado a cada ano por milhares de espectadores. Por isso, as autoridades decidiram aumentar o número de patrulhas que vigiarão o percurso. Além disso, a segurança foi reforçada nas imediações das várias organizações internacionais que têm sedes na cidade, entre elas as Nações Unidas.

(Com EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade