Clique e assine a partir de 9,90/mês

Autoridades de Kano reativam toque de recolher de 24h no norte da Nigéria

Por Da Redação - 31 jan 2012, 12h22

Lagos, 31 jan (EFE).- Devido aos constantes ataques da seita radical islâmica Boko Haram, o estado de Kano, situado no norte da Nigéria, voltou a impor o toque de recolher em seu território, informou nesta terça-feira a Agência de Notícias da Nigéria (NAN).

O comissário de Informação de Kano, Farouk Jibril, afirmou que o toque de recolher, em vigor das 19h até as 6h, passará a ser de 24 horas até a emissão de um novo aviso.

O estado setentrional tinha pensado em abolir o toque de recolher de 24 horas, implantado após a onda de atentados do Boko Haram no último dia 20, os quais, segundo a Polícia local, resultaram na morte de 185 pessoas, enquanto a imprensa fala em 250 vítimas.

No entanto, as autoridades locais decidiram reativar o toque de recolher de 24 horas depois dos ataques registrados nos dois últimos dias. A série de atentados contra delegacias policiais na cidade de Kano, a segunda mais povoada da Nigéria, já causaram pelo menos quatro mortos.

Continua após a publicidade

O grupo radical Boko Haram, que significa ‘a educação não islâmica é pecado’, na língua local, luta supostamente para instaurar a lei islâmica (‘sharia’) no norte da Nigéria, onde a maioria é muçulmana, enquanto os cristãos formam a maioria na região sul do país.

Segundo um relatório publicado este mês pela organização de defesa dos direitos humanos Human Rights Watch (HRW), o grupo Boko Haram, desde julho de 2009, já matou 935 pessoas na Nigéria.

Com mais de 150 milhões de habitantes integrados em mais de 200 grupos tribais, a Nigéria, o país mais povoado da África, sofre múltiplos tensões por suas profundas diferenças políticas, religiosas e territoriais. EFE

Publicidade