Clique e assine a partir de 9,90/mês

Autoridades confirmam vitória de Obama na Flórida

O presidente reeleito dos EUA venceu no colégio eleitoral da Flórida, levando 29 votos e somando 332 votos, no total

Por Da Redação - 10 nov 2012, 19h04

O democrata Barack Obama conquistou os 29 votos da Flórida (sudeste) na eleição presidencial, que aconteceu na terça-feira, depois de uma longa apuração dos votos, segundo a comissão eleitoral da Flórida, neste sábado. Obama registrou um total de 332 votos no Colégio Eleitoral, contra 206 para Romney.

A Flórida foi o último estado a terminar sua contagem de votos. O anúncio da vitória do presidente Barack Obama contra o seu rival republicano, Mitt Romney, já havia sido declarada. Ao contrário da eleição presidencial de 2000, que opôs Al Gore a George W. Bush, os resultados da Flórida não foram determinantes, porque o presidente já havia recebido um número suficiente de votos para ser reeleito.

Barack Obama venceu neste estado muito disputado com uma diferença de apenas 74.000 votos, 50,01% dos votos, contra 49,13% para Romney, segundo os meios de comunicação. Um assessor de Mitt Romney reconheceu na quinta-feira a derrota de seu candidato neste estado-chave, antes mesmo do final da apuração. “Nós pensávamos que (…) tínhamos feito o que era preciso para vencer. Claramente, este não foi o caso”, afirmou Brett Doster, assessor da campanha de Romney na Flórida, em um comunicado.

De acordo com a chefe da organização das eleições na Flórida, Christine White, o atraso na apuração não é devido a “irregularidades no processo, mas a uma participação muito alta”, que aumentou para 70% este ano. Mas, na opinião dos especialistas consultados pela AFP, o transtorno foi orquestrado por líderes locais republicanos. “Os líderes republicanos na Flórida estão envolvidos em um esquema de sabotagem (…) para reduzir a participação”, considerou Lance DeHaven-Smith, um professor da Universidade da Flórida.

Continua após a publicidade

Um ano atrás, o governador republicano do estado, Rick Scott, adotou uma lei que reduzia o número de dias abertos a votação antecipada, de 14 para oito dias. O voto antecipado, que terminou na Flórida no sábado antes da eleição, é considerado mais favorável aos democratas.

Durante o fim de semana antes da eleição de 6 de novembro, os eleitores correram às urnas e, às vezes, precisaram sperar mais de cinco horas. No domingo passado, os democratas do estado entraram com uma queixa federal contra a organização das eleições.

Leia também:

Democratas declaram vitória de Obama na Flórida

Continua após a publicidade

(Com Agência France-Presse)

Publicidade