Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Autoridades britânicas investigam fotos de soldados ao lado de cadáver

Dois militares foram afastados de suas funções. Imagens teriam sido registradas depois de ataque à maior base britânica no Afeganistão, em 2012

Fotografias de soldados britânicos sorrindo e fazendo sinal de positivo ao lado de um cadáver publicadas na internet estão sendo investigadas pelas autoridades. Nas imagens, inicialmente divulgadas pelo site Live Leak e em seguida reproduzidas pela imprensa britânica, os militares estariam ao lado do corpo de um terrorista morto no Afeganistão. O Ministério da Defesa comunicou que já tinha conhecimento do ocorrido desde abril e estava investigando a conduta dos soldados.

Dois integrantes da Força Aérea foram afastados de suas funções depois do vazamento das fotos, informou o jornal Daily Telegraph, acrescentando que as imagens foram registradas na sequência de um ataque em Camp Bastion, a maior base britânica no Afeganistão, em 2012. O príncipe Harry estava servindo na base na época do ataque do Talibã, que deixou dois fuzileiros navais americanos mortos e vários militares britânicos feridos.

Leia também:

Ataques talibãs matam 2 soldados da Otan no Afeganistão

Policial abre fogo em hospital de Cabul e mata três americanos

O ataque a Camp Bastion foi motivo de debate entre os políticos britânicos neste ano. Um relatório publicado em abril pelos parlamentares determinou que os comandantes do Exército deveriam “assumir certa responsabilidade” por não terem previsto a ofensiva dos jihadistas islâmicos.

Fontes ligadas ao ministério da Defesa britânico declararam que as fotos infringem as leis militares. Um porta-voz disse que a Aeronáutica tem “uma política de tolerância zero com o desrespeito aos corpos de inimigos mortos” e que este caso está sendo tratado de forma “extremamente séria”. “Podemos confirmar que esse incidente é parte de uma investigação em andamento na Aeronáutica e, por conta disso, seria inapropriado fazer qualquer tipo de comentário neste momento”, acrescentou.

Leia mais:

Conheça o trabalho da fotógrafa que foi morta no Afeganistão

Apuração parcial mostra disputa acirrada para presidente no Afeganistão

As fotos vazadas nesta sexta-feira evocam as tristemente célebres cenas de tortura da prisão iraquiana de Abu Ghraib, no Iraque, ou a imagem dos marines americanos urinando sobre corpos de talibãs mortos.