Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Autores de ataque em Bangladesh são locais, diz polícia

Apesar do Estado Islâmico revindicar, governo local acredita que Jamaat-ul-Mujahideen Bangladesh é responsável pelo atentado

Os sete militantes que mataram vinte pessoas em um restaurante em Daca, capital de Bangladesh, eram naturais do país. As autoridades locais já haviam tentado prender cinco deles, disse a polícia local neste domingo (03/07).

O Estado Islâmico assumiu a responsabilidade pelo ataque e alertou, por meio de um comunicado, que cidadãos de “países da cruzada” não estariam a salvo “enquanto suas aeronaves estivessem matando muçulmanos”.

O grupo radical também publicou fotos de cinco militantes em frente à uma bandeira preta que disse serem os perpetradores do ataque, de acordo com o SITE, portal de monitoramento de atividade online. As alegações não foram confirmadas e para o governo local não são verdadeiras.

O ministro do Interior de Bangladesh, Asaduzzaman Khan, disse no sábado (02/07) que nem o Estado Islâmico, não está envolvido. Ele reiterou a opinião do governo que o Jamaat-ul-Mujahideen Bangladesh, grupo que se diz representante do Estado Islâmico em Bangladesh, são os reais responsáveis pela recente série de atentados mortais no país, ao longo dos últimos 18 meses.

Os atiradores invadiram um restaurante caro na área diplomática no fim da noite de sexta-feira, e em seguida mataram alguns dos reféns que não eram muçulmanos, incluindo ao menos nove italianos, sete japoneses e um norte-americano.

(Com Reuters)