Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Autor de disparos em ministério da Defesa da Estônia foi morto

O autor dos disparos no ministério da Defesa que sequestrou duas pessoas morreu durante a intervenção da polícia, anunciou a agência Delfi.

Segundo o porta-voz da polícia de Tallin, Mihkel Loide, citado pela Delfi, o homem teria se suicidado e os dois reféns estão sãos e salvos.

“Os especialistas vão inspecionar o prédio para assegurar que já não há mais perigo e depois as pessoas serão autorizadas a entrar no ministério”, afirmou Loide.

No meio da tarde, hora local, a polícia recebeu uma ligação do ministério no meio informando sobre disparos e uma explosão no prédio.

A polícia então procedeu à evacuação do edifício e estabeleceu um perímetro de segurança.

Dez homens das forças oficiais entraram no edifício com um robô de desarmamento de bombas e novos disparos foram ouvidos posteriormente.

Segundo uma fonte do ministério, o homem seria um ex-membro do exército estônio e falava em russo.

A Estônia, pequeno Estado báltico de 1,3 milhão de habitantes, ex-República soviética submetida ao Kremlin durante 50 anos depois da Segunda Guerra Mundial, é membro da União Europeia e da Otan desde 2004.