Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ativista em Roma tinge de vermelho as águas da Fontana di Trevi

Monumento da capital italiana, um dos mais visitados por turistas, foi esvaziado para evitar danos; protesto foi contra "corrupção e sujeira"

Nesta quinta-feira, um ativista italiano tingiu de vermelho as águas da Fontana di Trevi, um dos monumentos mais visitados de Roma, dez anos depois de realizar a mesma ação. Graziano Cecchini despejou a tintura na fonte para protestar contra a “corrupção” e a “sujeira” na capital italiana, e chamou a atenção de centenas de turistas no local. Ele foi detido pela polícia e teve que pagar uma multa de 500 euros (cerca de 1.900 reais).

O protesto, segundo divulgou Cecchini, foi “um grito” para mostrar que “Roma não está morta, mas viva e pronta para voltar a ser a capital da arte, da vida e da Renascença”. O ativista ressaltou que a tintura não causa danos ao monumento barroco, datado do século 18. As autoridades municipais esvaziaram a fonte para prevenir qualquer possibilidade de estrago.

“Atitudes assim demonstram ignorância e uma completa falta de senso cívico”, disse o vice-prefeito de Roma, Luca Bergamo, sobre a ação. Segundo a mídia italiana, Cecchini jogou a tintura vermelha nas águas da Fontana di Trevi para protestar contra os custos do festival internacional de cinema de Roma, cuja edição de 2017 foi aberta nesta quinta-feira.

Veja também

O ativista também virou notícia em janeiro de 2008, quando despejou 500.000 bolas de plásticos pelos degraus da Escadaria Espanhola, outro ponto turístico de Roma. À época, ele justificou a ação dizendo que cada esfera representava “uma mentira contada por um político”.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Social Democrata Nem Direita Nem Esquerda

    No mínimo, um esquerdinha.

    Curtir