Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ataque a tiros deixa pelo menos cinco mortos no Texas

Polícia informou que mais de 20 pessoas ficaram feridas; o suspeito foi morto

Mais de 20 pessoas foram baleadas nas cidades de Midland e Odessa, no oeste do Texas, nos Estados Unidos, na tarde deste sábado. A polícia informou que pelo menos cinco pessoas foram mortas e outras 21 ficaram feridas.

Segundo informações da polícia, o autor dos disparos atirou de dentro de um veículo contra as vítimas de forma aleatória. O suspeito seria um homem branco de cerca de 30 anos. Foi descartada a possibilidade de haver um segundo atirador, como haviam dito as autoridades no começo. Ainda são desconhecidos os motivos que levaram o homem a promover o ataque.

O ataque teria começado por volta das 15 horas, quando um policial parou um motorista que dirigia um veículo da marca Honda. O motorista, então, atirou contra o policial e fugiu, passando a disparar a esmo. Depois, abandonou o Honda e roubou um caminhão de uma repartição dos correios e continuou disparando. Na sequência, encaminhou-se para o cinema Cinergy, onde foi morto após uma troca de tiros. Entre os feridos, há três policiais.

“Um sujeito (possivelmente 2) está atualmente dirigindo em torno de Odessa e atirando em pessoas aleatórias”, informou a polícia de Odessa em sua página no Facebook. “Neste momento, existem várias vítimas de tiros. O suspeito acabou de sequestrar um caminhão carteiro dos EUA”, acrescentou a corporação. 

O governador do Texas, Greg Abbott, declarou que está “de coração partido por esse ataque sem sentido e covarde”. Ele deve viajar a Odessa neste domingo. O presidente americano Donald Trump escreveu no Twitter que havia sido informado sobre o tiroteio no Texas pelo procurador-geral William Barr. “O FBI e a polícia estão totalmente envolvidos”, afirmou. 

O campus da Universidade de Teas Permian Basin foi fechado, e o Departamento de Segurança Pública do Texas pediu aos moradores que evitem se deslocar por grandes rodovias da região. 

Há menos de um mês, os Estados Unidos enfrentaram dois ataques a tiros em menos de 24 horas. No dia 3 de agosto, um homem portando fuzil entrou em um centro comercial no Texas e assassinou 20 pessoas. No dia 4, um atirador matou nove frequentadores de um bar em Ohio, incluindo a própria irmã.

(Com agências Efe, Estadão Conteúdo e Reuters)