Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Atirador mata dois e fere sete na Finlândia

A polícia prendeu neste sábado um jovem de 18 anos suspeito de matar duas pessoas e ferir outras sete em um tiroteio contra restaurantes lotados de adolescentes no sul da Finlândia.

O atirador abriu fogo às 1h53 (19h53 de Brasília) a partir de um telhado no centro de Hyvinkaa, uma cidade que fica 50 km ao norte da capital Helsinque, tendo como alvo dois restaurantes nos quais muitos jovens estavam reunidos, segundo a polícia.

Uma mulher de 18 anos morreu no local, enquanto outras oito pessoas ficaram feridas, incluindo duas em estado grave. Um dos feridos, também de 18 anos, morreu posteriormente no hospital.

Uma oficial de polícia de 23 anos também ficou ferida quando deixava seu veículo depois de chegar à cena do crime, informou o porta-voz da polícia.

A testemunha Jani Kuronen afirmou à rede de televisão pública YLE que “o tiroteio começou de repente”.

“As pessoas começaram a correr. Uma pessoa tinha um ferimento horrível no rosto. Eu chamei a ambulância”, afirmou o homem de cerca de 20 anos.

Outra testemunha, Santeri Silvenoinen, disse ter ouvido os tiros e, “ao olhar ao redor, vi uma mulher no chão e comecei a correr”.

A polícia não identificou o suspeito, mas afirmou que ele estava vestido com roupas camufladas. Ele não tinha antecedentes criminais e não resistiu à prisão perto de Hyvinkaa, uma cidade de 45 mil habitantes.

Três armas de fogo foram apreendidas com o suspeito, que não estava em posse de nenhuma licença para o uso de armas, disse a polícia.

Quando perguntado sobre as motivações do atirador para realizar o crime, o porta-voz da polícia Satu Koivo afirmou que uma investigação estava em andamento e que, “até o momento, não era possível confirmar nada”.

O porta-voz informou à AFP, no entanto, que a polícia não acredita que o atirador conheça suas vítimas.

O prefeito de Hyvinkaa, Raimo Lahti, afirmou à YLE que toda a cidade se encontra em estado de choque.

A Finlândia foi abalada nos últimos anos por uma série de casos de tiroteios fatais realizados por adolescentes.

Em 23 de setembro de 2008, um estudante enfurecido matou 10 pessoas em uma escola em Kauhajoki, no sudoeste do país, antes de cometer suicídio.

Em um incidente similar em 7 de novembro de 2007, desta vez em Jokela, não muito longe de Hyvinkaa, um jovem de 18 anos matou sete colegas de classe e a diretora de uma escola, antes de atirar na própria cabeça.