Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Atirador de Charleston teria escrito ‘manifesto’ em página da internet

Site registrado em nome do criminoso tem fotos de apologia do racismo

Por Da Redação - 20 jun 2015, 16h31

Um site que parece pertencer ao atirador da igreja de Charleston, Dylann Roof, contém escritos de supremacia branca e dezenas de fotografias em que ele é visto segurando armas de fogo. A página também oferece pistas sobre as motivações do múltiplo assassinato, com nove mortes.

“Escolho Charleston porque é a cidade mais histórica do meu estado, e já teve a maior proporção de negros para brancos no país”, diz o texto veiculado no site. O manifesto on-line tinha sido registrado por Roof há meses, mas apenas neste sábado foi descoberto.

O texto é repleto de erros de ortografia. Não se sabe quem teria tirado as fotografias de Roof que aparecem no site, segurando armas, queimando a bandeira americana e visitando senzalas e outros locais que remetem à escravidão no sul dos Estados Unidos. Roof aparece também usando uma jaqueta preta com bandeiras do período do apartheid na África do Sul e na antiga Rodésia – “o último rodesiano”, ele próprio se intitula.

(Da Redação)

Publicidade