Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Atentados frustrados nos Estados Unidos desde 2001

Por Da Redação
2 Maio 2010, 14h45

Desde 11 de setembro de 2001, vários complôs e tentativas de atentado foram registrados nos Estados Unidos, até o da noite desse sábado, com um carro-bomba em plena Times Square, Nova York.

– Dezembro de 2001: detenção do britânico Richard Reid que planejava fazer explodir em pleno voo, uma carga escondida em seus sapatos. O avião era um Boeing da American Airlines que fazia o trajeto entre Paris e Miami.

– Maio de 2002: detenção do americano José Padilla, que pretendia fazer explodir uma “bomba suja”, contendo elementos radioativos em edifícios residenciais.

– Meados de 2002 e 2003: dois projetos diferentes e sucessivos de utilizar aviões sequestrados para se chocarem em alvos na costa oeste, e depois no leste dos Estados Unidos foram frustrados pelas autoridades.

– Em 2003, um caminhoneiro americano, Lyman Faris, foi detido por planejar a destruição da ponte de Brooklyn, em Nova York.

Continua após a publicidade

– Em junho de 2004, um imigrante somali, Nurredine Abdih, foi acusado de plenejar atentado com bomba contra um centro comercial na região de Columbus (Ohio), em cumplicidade com Lyman Faris.

– Em agosto de 2006, um plano em “fase final” de preparação previa a explosão sobre o Atlântico de dez aviões de carreira que voassem entre a Grã-Bretanha e os Estados Unidos.

– Em 27 de julho de 2009, as autoridades anunciaram a detenção, na Carolina do Norte, de seis americanos (entre eles seu chefe, Daniel Patrick Boyd, convertido ao Islã, e seus dois filhos) por planejarem atentados nos Estados Unidos e em Israel.

– 15 de setembro de 2009, um sueco de origem albanesa, Osama Kassir, foi condenado à prisão perpétua por tentiva, junto a outros cúmplices, de criar um campo de treinamento da Al-Qaeda no estado de Oregon.

Continua após a publicidade

– 19 de setembro de 2009, três homens de origem afegã foram detidos nos Estados Unidos como parte de uma investigação sobre um plano de atentado no metrô de Nova York.

– 25 de dezembro de 2009, um nigeriano de 23 anos embarcou com uma bomba artesanal destinada a fazer explodir, em pleno voo, no dia de Natal, um avião procedente de Amsterdã com destino a Detroit. O dispositivo não funcionou direito e o homem, com queimaduras graves, foi neutralizado por passageiros.

– 1º de maio de 2010, um carro-bomba que poderia ter provocado “uma grande tragédia”, foi descoberto e desativado em plena Times Square, em Nova York.

(Com agência France-Presse)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.