Clique e assine a partir de 8,90/mês

Atentados com explosivos deixam 4 feridos na Tailândia

Bombas explodiram em caixas eletrônicos, barril de lixo e foram jogadas em delegacias. Ataques foram atribuídos à insurgência muçulmana.

Por Da Redação - 15 jul 2012, 03h38

Pelo menos quatro pessoas ficaram feridas após uma cadeia de atentados com explosivos no sul da Tailândia, conforme informou neste domingo a imprensa local. Os ataques foram atribuídos à insurgência muçulmana e começaram na madrugada de sábado com a explosão de quatro bombas de fabricação caseira colocadas em caixas automáticos no distrito de Bannang Sata, na cidade de Yala. A ação deixou um civil gravemente ferido, segundo o jornal Bangcoc Post.

Pouco mais tarde, dois policiais ficaram feridos após o lançamento de três granadas M79 na delegacia deste mesmo distrito. Uma quinta bomba, colocada em um barril de lixo próximo ao escritório do Ministério da Terra em Yala, feriu um guarda de trânsito.

Segundo as primeiras investigações, pelo menos dez militantes da insurgência muçulmana estão por trás desta cadeia de atentados. Os ataques com armas leves, assassinatos e atentados com explosivos acontecem quase diariamente em Pattani, Narathiwat e Yala, a despeito dos 31 mil agentes das forças de segurança presentes na região e do vigente estado de exceção.

Nestas províncias, onde a comunidade muçulmana é a majoritária, os insurgentes denunciam a discriminação que sofrem por parte dos budistas e exigem a criação de um Estado islâmico que integre o território do antigo sultanato de Pattani, anexado pela Tailândia há um século.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade