Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Atentado suicida mata 19 no Afeganistão

Por Strdel 25 dez 2011, 17h24

Um atentado suicida, registrado durante um funeral no nordeste do Afeganistão, deixou 19 mortos, entre eles um parlamentar, informou o governador da província de Tajar, onde ocorreu o ataque.

“Em uma cerimônia funeral, um homem-bomba matou 19 pessoas, incluindo Abdul Mutalib, um deputado de Tajar, e feriu outras 40 pessoas, todos civis”, disse o governador Abdul Yabar Taqwa.

“Eu também estava convidado a esta cerimônia, mas não fui. O alvo era eu ou ele”, acrescentou o governador.

Abdul Mutalib era um ex-comandante dos mujahedines e ex-chefe da polícia da província de Kunduz. A vítima trabalhava no momento com o dirigente da oposição Abdulah Abdulah, da Coalizão Nacional Afegã.

“Este ato terrorista dirigido contra inocentes reunidos para uma cerimônia religiosa mostra, mais uma vez, a natureza maléfica do inimigo, que nem sequer aceita que o povo muçulmano do Afeganistão cumpra com os rituais do Islã”, declarou o presidente afegão, Hamid Karzai.

Segundo a embaixada americana em Cabul, “este atentado mostra que os talibãs e outros rebeldes realizam uma campanha mortífera contra civis afegãos inocentes, e revela a falsidade dos apelos lançados pelo mulá Omar por ocasião da festa do sacrifício (Eid al Adha) para se evitar a morte de civis”.

Continua após a publicidade
Publicidade