Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Atentado mata pelo menos 50 pessoas no Iraque

Outras 100 ficaram feridas em ataque atribuído aos terroristas da Al Qaeda

Por Da Redação 18 jan 2011, 10h21

Ao menos 50 pessoas morreram nesta terça-feira e outras 100 ficaram feridas em um atentado suicida contra um centro de recrutamento da Polícia de Tikrit, no Iraque, que fica 130 quilômetros ao norte da capital Bagdá, informaram policiais locais.

O ataque foi o maior desde que dezenas de pessoas morreram em uma igreja de Bagdá, em outubro do ano passado, e ocorre um dia após o primeiro-ministro iraquiano, Nouri al-Maliki, garantir que o país tem experiência na luta antiterrorista e oferecer ajuda a países onde Al Qaeda planeja fazer ataques.

Segundo fontes, o terrorista detonou a carga de explosivos que levava presa ao corpo dentro do prédio onde estavam reunidos voluntários para ingressar no corpo de segurança da polícia. Ahmed Abdul-Jabbar, vice-governador da província de Salahuddin, responsabilizou a rede terrorista. “Quem mais seria senão eles, que continuam a nos abater?”, disse à rede britânica BBC.

Após o ataque, as Forças de Segurança iraquianas se dirigiram ao local da explosão para levar as vítimas aos hospitais de Tikrit, cidade natal do ex-presidente iraquiano Saddam Hussein. As ruas que levam ao centro de recrutamento foram fechadas. Até o momento, nenhum grupo assumiu a autoria do atentado.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade