Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Atentado deixa 6 mortos em mesquita no Canadá

A "diversidade" é a força do país e que a "tolerância religiosa é um valor que os canadenses apreciam fortemente”, disse o primeiro-ministro Justin Trudeau

Por Da redação - 30 jan 2017, 07h58

Na noite deste domingo, seis pessoas morreram e outras oito ficaram feridas durante um tiroteio em uma mesquita de Quebec, no Canadá. Segundo a polícia local, no momento dos disparos, cerca de 50 pessoas estavam no espaço para as orações da noite. Além disso, um suspeito foi preso no local e outro na região. O governo classificou o ataque como um ato terrorista contra os muçulmanos canadenses.

“Nesta noite, canadenses estão de luto por aqueles mortos em um ataque covarde na mesquita de Quebec. Meus pensamentos estão com as vítimas e com suas famílias”, disse o primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, sobre o atentado na sua conta do Twitter.

Em uma nota oficial, o premiê ainda disse que condena “este ataque terrorista a muçulmanos em um centro de adoração e de refúgio”, que a “diversidade” é a força do país e que a “tolerância religiosa é um valor que os canadenses apreciam fortemente”.

De acordo com a porta-voz da polícia, Christine Coulombe, afirmou que os mortos têm entre 35 e 70 anos e que alguns dos oito feridos estão em estado grave. No entanto, ela assegurou que a situação está “controlada” e que 39 pessoas deixaram a mesquita em segurança.

Publicidade

(Com ANSA)

Publicidade