Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Atentado contra mesquita xiita no Afeganistão deixa pelo menos 32 mortos

Ataque acontece uma semana após ação semelhante reivindicada pelo Estado Islâmico deixar 80 mortos em outra cidade no norte do país

Por Da Redação 15 out 2021, 08h51

Um atentado nesta sexta-feira, 15, contra uma mesquita da minoria xiita localizada no sul do Afeganistão provocou a morte de pelo menos 32 pessoas e deixou outras 50 feridas, uma semana após ação semelhante em que 80 pessoas faleceram.

O ataque aconteceu às 13h locais (5h30 de Brasília), na mesquita Imam-Bargah, o maior tempo da minoria xiita na cidade de Kandahar, no momento em que centenas de fiéis realizavam as orações habituais das sextas-feiras. As pessoas que ficaram feridas em decorrência da ação foram encaminhadas para o hospital municipal.

“Forças especiais do Emirado Islâmico (como os talibãs se autodenominam) chegaram ao local para determinar a natureza do ataque e outros detalhes, além de levar os culpados à justiça”, disse Qari Saeed Khosty, porta-voz do Ministério do Interior afegão.

Uma semana atrás, em outro ataque contra mesquita xiita, ocorrido na cidade de Kunduz, no norte do Afeganistão, pelo menos, 80 pessoas morreram e cerca de 100 ficaram feridos. A ação foi reivindicada pelo grupo jihadista Estado Islâmico e aumentou a tensão entre os xiitas, que foi iniciada com a tomada de poder dos talibãs no país asiático, em 15 de agosto.

Os líderes da minoria em Kunduz fizeram apelo para que os fundamentalistas ofereçam proteção aos xiitas, assim como os locais de culto, depois da proibição do uso de armas para segurança própria.

Nos últimos anos, o EI realizou inúmeros ataques contra a minoria xiita, em especial contra a etnia hazara, embora hoje, algumas das vítimas fossem pashtun, majoritária no país e que é a etnia dos talibãs.

(Com EFE)

Continua após a publicidade

Publicidade