Clique e assine a partir de 9,90/mês

Atentado na capital da Somália deixa 13 mortos

Ataque com dois carros-bomba reivindicado pelo grupo Al Shabab ocorreu perto do aeroporto

Por Da redação - Atualizado em 26 Jul 2016, 16h32 - Publicado em 26 Jul 2016, 16h23

Pelo menos treze pessoas morreram nesta terça-feira e outras nove ficaram feridas em um duplo atentado com carro-bomba perpetrado pelo grupo terrorista Al Shabab perto do Aeroporto Internacional Aden Adde, em Mogadíscio, capital da Somália.

Após as fortes explosões, soldados e terroristas travaram um intenso tiroteio nas imediações do aeroporto, onde também se encontra o escritório da Missão de Assistência das Nações Unidas na Somália (UNSOM). Entre os 13 mortos estão soldados e seguranças particulares.

LEIA MAIS:
Ataque de drone dos EUA mata 150 terroristas do Al Shabab na Somália
Atentado contra hotel na capital da Somália deixa 12 mortos
Ataque do Al Shabab contra hotel na Somália deixa pelo menos 10 mortos

Al Shabab, grupo ligado à Al Qaeda na Somália, reivindicou a autoria do atentado na capital, na qual nos últimos meses perpetrou ataques em vários hotéis e restaurantes. O grupo terrorista luta por instaurar um Estado islâmico do ramo wahhabista na Somália, onde controla grandes extensões de território no sul e o centro do país.

Os extremistas da Al Shabab são responsáveis por atentados graves como a morte de 150 pessoas, a maioria estudantes, durante um ataque brutal a uma universidade no Quênia, em abril de 2015.

Continua após a publicidade

No dia 25 de junho, quando pelo menos 35 pessoas morreram depois que um grupo de terroristas ficou durante mais de quatro horas no hotel Nasa-Hablod, na capital.

(Com EFE)

Publicidade