Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Atentado a bomba em ônibus mata 11 e fere 23 no Paquistão

A explosão de uma bomba em um ônibus na cidade de Quetta, no sudoeste do Paquistão, deixou pelo menos 11 mortos e 23 feridos nesta segunda-feira. Quetta é a capital da província de Baluchistão, a mais extensa do Paquistão, palco habitual de ataques de grupos separatistas, milícias islamitas e redes mafiosas que operam em todo o país.

“A explosão aconteceu em um ônibus de passageiros em Saryab Road, matando 11 pessoas e ferindo outras 23, sendo que cinco estão em situação crítica”, disse o secretário de Interior da província do Baluchistão, Akbar Hussain Durrani.

Leia também:

Diante de impasse, Paquistão adia enforcamento de paraplégico

Paquistão: Mortos pelo calor já passam de mil e necrotérios estão sem espaço

O político contou que, “de acordo com a equipe de desativação de explosivos, a bomba foi colocada na parte de trás do ônibus, onde estavam entre 35 e 40 passageiros”. Os feridos foram transferidos a hospitais e as forças de segurança isolaram a região, informou Durrani.

A explosão foi causada por uma bomba-relógio com seis quilos de explosivos, segundo o canal de televisão paquistanês Geo, que citou fontes policiais. O chefe da província, Abdul Malik Baloch, disse ao canal que o impacto da bomba destruiu o teto do veículo.

Os atentados de caráter sectário no Paquistão, especialmente contra a minoria xiita, que representa 20% da população do país, aumentaram nos últimos anos em meio à intensificação da violência terrorista. A região onde ocorreu o atentado desta segunda-feira está em alerta de ataques em função da proximidade da celebração xiita da Ashura (dia do martírio de Husayn ibn Ali, neto do profeta Maomé).

Em junho de 2013, um atentado perto de um centro de oração xiita em Quetta causou a morte de 30 pessoas e feriu outras 60. No início de 2014, três massacres em bairros xiitas dessa mesma cidade e Karachi deixaram mais de 250 mortos.

(Com EFE)