Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ataques deixam 2 mortos e colocam Dinamarca em alerta

Atentado contra café que homenageava vítimas do 'Charlie Hebdo' e disparos perto de sinagoga na capital aconteceram em um intervalo de poucas horas

A Dinamarca vive momentos de tensão neste domingo depois que dois ataques em um intervalo de poucas horas deixaram dois mortos e cinco feridos na capital Copenhague. A cidade está em alerta máximo. Em uma ação classificada como terrorista pelas autoridades do país, um café que promovia um debate sobre fanatismo religioso e liberdade de expressão foi alvo de tiros: um civil morreu e três policiais ficaram feridos. Horas depois, um atirador matou um homem e feriu dois policiais perto de uma sinagoga, antes de fugir do local a pé. Até agora ninguém foi preso e a polícia dinamarquesa ainda não confirmou se existe alguma relação entre os dois ataques.

Caçada – Com medo de novos ataques, as autoridades da Dinamarca isolaram o centro de Copenhague e evacuaram a estação central de metrô e trem de Noerreport, uma das principais artérias da capital. Bloqueios policiais foram montados em diversos pontos da cidade como parte das buscas por suspeitos. Helicópteros também ajudam na caçada.

Caio Blinder: Somos todos dinamarqueses (e judeus)

No primeiro ataque, um atirador abriu fogo contra um café que promovia um debate sobre liberdade de expressão e homenageava as vítimas do atentado contra o semanário satírico francês Charlie Hebdo. O evento contou com a presença do embaixador francês na Dinamarca, François Zimeray, e do cartunista sueco Lars Vilks, ameaçado de morte por muçulmanos em 2007 por ter retratado o profeta Maomé como um cachorro. Zimeray e Vilks saíram ilesos do ataque.

O suspeito de atacar o café é um homem entre 25 e 30 anos que aparece em imagens feitas por uma câmera de segurança com parte do rosto coberta por um lenço e portando uma arma automática. O carro utilizado na fuga foi encontrado a cerca de três quilômetros do centro cultural, mas não havia armas em seu interior.

Horas depois, um tiroteio perto de uma sinagoga no centro de Copenhague deixou um morto e dois feridos. “Uma pessoa foi alvejada na cabeça e dois policiais foram atingidos no braço e na perna, respectivamente”, comunicou a polícia na madrugada. O autor dos disparos, conforme a suspeita dos agentes, fugiu a pé do local.