Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ataques contra xiitas no Afeganistão matam ao menos 62

Pelo menos 62 pessoas morreram e 135 ficaram feridas nesta terça-feira em dois atentados no Afeganistão, um contra um santuário xiita em Cabul – onde fiéis estavam reunidos para a festa da Ashura – e outro na cidade de Mazar-i-Sharif. No país, os xiitas representam 20% da população.

A explosão no centro de Mazar i Sharif, a principal cidade da região norte do Afeganistão, deixou quatro mortos e quatro feridos. Já o santuário de Abu-ul-Fazil – que costumava ser respeitado por sunitas e xiitas – teve sua entrada explodida por um homem-bomba, deixando mais de 50 mortos, inclusive crianças.

O ataque aconteceu no momento em que os fiéis estavam reunidos por ocasião da festa da Ashura, uma das mais importantes do islamismo xiita. Ela celebra o martírio do imã Hussein, neto do profeta Maomé e terceiro imã do xiismo, morto no ano 680 pelas tropas do califa omeia Yazid na batalha de Kerbala (Iraque).

O santuário atacado com uma bomba dissimulada em uma bicicleta fica no local onde fica o túmulo de Ali, genro de Maomé, considerado pelos xiitas como o primeiro imã e o sucessor do profeta. Pelo menos 67 feridos foram levados para hospitais da capital afegã, informou Ghulam Sakhi Kargar Noorughli, funcionário do ministério da Saúde. “Morte aos talibãs, morte à Al Qaeda”, gritavam os fiéis xiitas após o ataque.

(Com agência France-Presse)