Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Ataques aéreos israelenses matam civil palestino em Gaza

Por Da Redação 9 dez 2011, 05h55

Gaza, 9 dez (EFE).- Um civil palestino morreu e outros dez membros de uma mesma família ficaram feridos em uma série de ataques da aviação militar israelense em diferentes pontos da Faixa de Gaza, disseram fontes médicas e testemunhas neste território.

O porta-voz do serviço de emergências do Ministério da Saúde em Gaza, Adham Abu Salmiya, contou à imprensa que entre os feridos há sete crianças e duas mulheres.

Salmiya precisou que tanto o falecido como os feridos pertencem a uma mesma família e que todos ficaram feridos quando sua casa desabou.

A casa era adjacente a uma das posições militares atacadas no norte da cidade de Gaza.

Fontes de segurança na faixa afirmaram ter escutado três fortes explosões no norte e no oeste de Gaza durante a madrugada, depois que aviões israelenses dispararam vários foguetes contra posições pertencentes a milícias palestinas.

As três explosões sucessivas aconteceram pouco depois das 2h locais e após o sobrevoo de caças-bombardeiros F-16 e de aviões não tripulados do Exército israelense, informou a rádio ‘Al-Aqsa’, pertencente ao movimento islamita Hamas, baseada nos relatos de testemunhas.

Continua após a publicidade

Segundo sua apuração dos fatos, os bombardeios provocaram incêndios e enormes colunas de fumaça em vários pontos, além de terem causado danos materiais a várias casas próximas aos alvos alcançados.

A emissora do Hamas também informou que aeronaves da Força Aérea israelense atacaram outro posto usado por milícias na cidade de Rafah, no sul da faixa, mas não deixaram feridos.

Os bombardeios acontecem um dia depois de vários foguetes e bombas terem sido lançados desde Gaza contra o território israelense, em ataques que não fizeram feridos.

As Brigadas dos Mártires de Al-Aqsa, facção armada vinculada ao grupo nacionalista Fatah, assumiram a autoria de vários lançamentos de projéteis contra Israel em resposta à morte de dois milicianos em um ataque aéreo israelense ontem.

O Exército israelense, por sua vez, assinala em breve comunicado sobre os últimos ataques registrados em Gaza que o alvo dos mesmos eram dois pontos no norte e no sul da faixa empregados para a ‘atividade terrorista’ e que ambos foram atingidos.

Israel também responsabilizou o movimento islamita Hamas, que governa de fato a Faixa de Gaza, por qualquer atividade ofensiva procedente do território sob seu controle. EFE

Continua após a publicidade

Publicidade