Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ataque suicida deixa mais de 40 mortos na fronteira entre Índia e Paquistão

Explosão de homem-bomba ocorreu depois de uma cerimônia diária na qual as tropas de ambos os lados baixam as bandeiras dos dois países

Ao menos 45 pessoas morreram neste domingo após a explosão de um homem-bomba na fronteira entre Índia e Paquistão, disse a polícia. O ataque ocorreu depois de uma cerimônia diária na qual as tropas de ambos os lados baixam as bandeiras dos dois países. Não houve reivindicação imediata do ataque, que ocorreu no lado paquistanês da fronteira.

Centenas de pessoas visitavam a fronteira de Wagah perto da cidade paquistanesa de Lahore para observar as bandeiras dos dois países serem baixadas pouco antes do pôr-do-sol. “O número de mortos subiu para 45”, disse, à agência Reuters, o chefe da polícia provinciana na cidade paquistanesa de Lahore.

Leia mais:

Índia e Paquistão interrompem confrontos na Caxemira

Paquistanesa Malala e ativista indiano ganham o Nobel da Paz

Talibãs paquistaneses anunciam apoio ao Estado Islâmico

“De acordo com informações iniciais, foi um ataque suicida”, disse o inspetor geral da polícia de Punjab, Mushtaq Sukhera. A polícia do Paquistão disse que estava investigando o ataque.

Índia e Paquistão já estiveram envolvidos em três guerras e permanecem em conflito pelo território da Caxemira, reivindicada pelos dois lados. A Índia acusa o Paquistão de patrocinar grupos jihadistas na região e encorajar incursões em território indiano para realizar ataques contra forças indianas. O Paquistão nega a acusação.

(Com agência Reuters)