Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ataque no Afeganistão mata dois engenheiros locais e um americano

Cabul, 23 jul (EFE).- Um ataque de homens armados matou nesta segunda-feira dois engenheiros afegãos e um americano, e um soldado afegão feriu dois soldados americanos em uma base no norte do país, informaram fontes oficiais.

Os engenheiros viajavam em um veículo pelo distrito de Saihgard, na província de Parwan, quando foram baleados pelos atacantes após uma perseguição, explicou à Agência Efe um porta-voz da administração regional, Aziz Ahmad.

‘Um engenheiro americano se encontra entre as vítimas’, disse Ahmad. Segundo a fonte, os corpos foram transferidos para Cabul e as autoridades iniciaram uma investigação para esclarecer o fato.

Em declarações à Efe, um porta-voz talibã, Zabiula Mujahid, rejeitou que o movimento fundamentalista tenha sido o responsável pelo ataque.

Além disso, um soldado afegão abriu fogo contra dois militares americanos na base de Ghormach, na província de Faryab. Os dois ficaram feridos.

Segundo o vice-governador provincial, Abdul Sattar Barez, as primeiras investigações apontam que o agressor, que morreu após ser baleado, tinha problemas mentais.

Ontem, três americanos que trabalhavam para a Otan morreram em um ataque realizado na província de Herat por um indivíduo que vestia um uniforme do exército afegão.

Na província de Kunduz, um alto comandante da polícia local, Saleh Mohamed, e dois de seus guarda-costas morreram nesta segunda-feira após a explosão de uma bomba.

No distrito de Char Daram, também em Kunduz, um líder talibã e um insurgente morreram durante uma operação de forças especiais dos EUA neste domingo.

O conflito afegão se encontra em um dos seus momentos mais violentos, após uma década da invasão dos EUA e a queda do regime talibã.

As tropas da Otan começaram em julho de 2011 a se retirar gradualmente do Afeganistão e a transferir o controle da segurança do país para as tropas locais. O processo será encerrado em 2014. EFE

fpw-igb/dk