Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ataque contra comboio da Otan no Paquistão mata seis

No Afeganistão, talibã lança ataque contra aeroporto internacional de Cabul

Pelo menos seis pessoas morreram nesta segunda-feira em um ataque contra um comboio de caminhões de abastecimento da Otan, que foram incendiados na região noroeste do Paquistão. O ataque aconteceu no distrito de Khyber, uma das sete zonas tribais na fronteira com o Afeganistão que são um refúgio para os insurgentes talibãs e os aliados da Al Qaeda.

Leia também:

Leia também: Ataques matam quatro soldados da Otan no Afeganistão

Vinte militantes armados atacaram pelo menos três veículos que seguiam para o Afeganistão com equipamentos militares, afirmou Jehangir Azam, funcionário do governo local. “Pelo menos três veículos da Otan pegaram fogo, quatro pessoas morreram na hora e duas não resistiram aos ferimentos no hospital”, declarou Azam.

Outra fonte do governo local, Asmatullah Wazir, disse que quatro veículos da Otan foram atingidos e três pegaram fogo na região de Shagai, 20 quilômetros ao sudeste de Landi Kotal, a principal cidade do distrito. Os mortos eram os motoristas paquistaneses e seus auxiliares.

Afeganistão – Também nesta segunda-feira, sete talibãs atacaram o principal aeroporto da capital afegã, Cabul, com explosões e tiros ouvidos perto de uma área que também abriga importantes bases militares estrangeiras. Os insurgentes tomaram posições no interior de um edifício parcialmente construído ao lado do aeroporto internacional, disse o porta-voz do Ministério do Interior, Sediq Sediqqi, e enfrentaram as forças de segurança afegãs por cerca de quatro horas, até o término do ataque.

O talibã reivindicou a responsabilidade pelo ataque. Estradas foram interditadas e as decolagens do aeroporto foram rapidamente canceladas, enquanto os pousos foram desviados para a cidade ao norte de Mazar-e-Sharif. Ataques ao aeroporto fortemente vigiado, usado por civis e militares, são relativamente raros e representam uma meta ambiciosa por parte dos insurgentes, que geralmente investem contra alvos menos protegidos.

(Com agência France-Presse e Reuters)