Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Ataque com míssil mata quatro militares ucranianos em Lugansk

Cessar-fogo foi acertado no leste da Ucrânia desde 15 de fevereiro

Por Da Redação 5 abr 2015, 10h58

Quatro militares ucranianos morreram neste domingo na cidade de Schastie (Felicidade), na região separatista de Lugansk, com o impacto de um míssil antitanque que atingiu o carro no qual circulavam, informou o Ministério ucraniano de Interior.

“Segundo informações preliminares, quatro militares da 92ª brigada mecanizada’ das Forças Armadas da Ucrânia morreram”, diz um comunicado publicado no site do ministério.

O veículo recebeu o impacto de um míssil dirigido por laser quando circulava por uma ponte da cidade, controlada pelas forças de Kiev.

No leste da Ucrânia rege desde 15 de fevereiro um cessar-fogo previsto nos Acordos de Minsk assinados em 12 de fevereiro após uma longa negociação na qual participaram os líderes da Ucrânia, Rússia, Alemanha e França.

No entanto, tanto as forças governamentais como os rebeldes pró-Rússia se acusam mutuamente de violar a cessação de hostilidades.

Assim, o número dois do comando militar dos separatistas da RPD, Eduard Basurin, denunciou neste domingo a morte nas últimas horas de dois milicianos em vários ataques por parte das forças ucranianas.

Continua após a publicidade

Enquanto isso, o comando militar ucraniano também denunciou 14 ataques por parte dos rebeldes contra suas posições.

Segundo o último relatório da ONU, mais de seis mil pessoas, entre civis e combatentes, morreram no leste da Ucrânia desde o movimento separatista pró-Rússia que explodiu há justamente um ano, em meados de abril de 2014.

Leia também:

Ucrânia pede boicote à Copa do Mundo da Rússia

Funcionários ucranianos são detidos em reunião transmitida ao vivo pela TV

Putin e 100 mil russos celebram 1 ano da anexação da Crimeia

(com Efe)

Continua após a publicidade
Publicidade