Clique e assine a partir de 9,90/mês

Ataque a tiros deixa um morto em parque que recebeu protestos nos EUA

Polícia de Louisville afirma que uma pessoa ficou ferida e busca o atirador. Local do ataque teve protestos contra assassinato de mulher negra pela polícia

Por Reuters - Atualizado em 28 Jun 2020, 09h14 - Publicado em 28 Jun 2020, 09h05

Uma pessoa morreu e outra ficou ferida em um tiroteio na noite deste sábado, 27, em Louisville, no estado americano do Kentucky. O ataque ocorreu no Jefferson Square Park, que se tornou local de protestos contra o assassinato de Breonna Taylor, mulher negra morta pela polícia em sua casa, em março.

Os primeiros relatos sobre o tiroteio no parque chegaram às 21h, de acordo com o Departamento de Polícia de Louisville Metro. Ainda conforme o comunicado, policiais tentaram salvar a vida de um homem baleado, mas ele acabou morrendo no local. A polícia não divulgou informações sobre o atirador. 

O prefeito de Louisville, Greg Fischer, disse estar triste pela violência no local onde as pessoas se reuniram para expressar preocupações. “É uma tragédia que esta área de protestos pacíficos seja agora uma cena de crime”, disse Fischer no Twitter. 

Breonna Taylor, técnica em emergências médicas de 26 anos, foi baleada oito vezes por policiais que entraram em sua casa, em Louisville, em meio a uma investigação sobre drogas, em 13 de março. Um dos três agentes envolvidos no tiroteio foi demitido do departamento de polícia na terça-feira, 23.

Protestos pelo assassinato de Breonna ganharam força após a morte de George Floyd, causada por um policial se ajoelhou em seu pescoço por quase nove minutos enquanto o detinha em Minneapolis, no estado de Minnesota. Os dois incidentes e outros se tornaram um grito de guerra em protestos nacionais contra a brutalidade policial e o preconceito racial no sistema de justiça criminal dos Estados Unidos.

Publicidade