Clique e assine a partir de 8,90/mês

Ataque a santuário xiita no Iraque deixa ao menos 40 mortos

Homens armados e terroristas suicidas atacaram o túmulo de um imã ao norte de Bagdá

Por Da Redação - 8 jul 2016, 15h53

Um atentado com atiradores e homens-bomba na cidade iraquiana de Balad deixou ao menos 40 mortos na noite de quinta-feira. O ataque ocorreu no túmulo do imã Said Mohammed, um dos santuários do islã xiita, 80 quilômetros ao norte da capital do Iraque. Entre os mortos há três crianças, e os feridos chegam a 70. Um grupo de homens armados vestidos com uniformes militares invadiu esse santuário, enquanto dois terroristas suicidas detonaram seus explosivos na entrada do sepulcro, próximo a uma área de comércio.

Leia também:

Ataque com caminhão-bomba no Iraque mata mais de 200 pessoas

Membros do Estado Islâmico que fugiam de Fallujah são dizimados no Iraque

O grupo jihadista Estado Islâmico (EI), através da agência de notícias Amaq, reivindicou posteriormente a responsabilidade pelo ataque contra o santuário xiita e disse que morreram três terroristas, entre eles uma mulher, identificada como Umm Yada al Ansaria. A agência filiada ao grupo radical disse que o ataque tinha como alvo os fiéis xiitas e o santuário, que não foi danificado com a explosão.

O ataque ocorreu cinco dias depois que uma grande explosão provocada por terroristas do Estado Islâmico deixou centenas de mortos na capital Bagdá. Os jihadistas lutam para manter o controle de parte do território iraquiano após seguidas ofensivas do Exército do país, que já recuperou importantes cidades como Fallujah e Tikrit das mãos dos extremistas. Atualmente, o único grande centro urbano no Iraque ainda dominado pelo EI é Mosul, no norte do país.

(Com EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade