Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Associação de judeus aprova publicação de ‘Mein Kampf’

Versão comentada de obra de Hitler será lançada pelo estado da Baviera

Integrantes da comunidade judaica classificaram, nesta quarta-feira, como “responsável” a decisão das autoridades alemãs de publicar o livro Minha Luta (Mein Kampf), de Adolf Hitler, pela primeira vez desde 1945 no país.

O presidente do Conselho Central de Judeus da Alemanha, Dieter Graumann, disse que a iniciativa é uma “boa ideia”. “Se for permitido publicá-lo de novo, prefiro que seja em uma versão do estado da Baviera, com comentários de pessoas competentes. É melhor do que ver outros ganharem dinheiro com os nazistas”, declarou.

O ministro das Finanças da Baviera (estado que detém os direitos de publicação do livro), Markus Söder, anunciou, na terça-feira, que a decisão foi tomada depois de discussões com juristas e intelectuais. Um dos objetivos é desmistificar a obra, que mistura elementos autobiográficos e fundamentos da ideologia nazista. As autoridades pretendem também tornar “futuras publicações pouco atraentes, do ponto de vista comercial”. A obra deve cair em domínio público no final de 2015 (70 anos após a morte de Adolf Hitler).

De acordo com a imprensa alemã, as autoridades estudam lançar, além da edição impressa, três outras versões: em inglês, como livro eletrônico e como livro em áudio. Também é considerada a possibilidade de se realizar uma edição para as escolas.

Minha Luta, redigido por Hitler no período em que esteve preso, entre 1924 e 1925, não está proibido na Alemanha, mas o governo da Baviera desautorizou novas publicações do texto. Na internet, porém, vários portais vendem a versão em inglês do livro.

Leia também:

Leia também: Os alemães sabiam – e aplaudiam – atrocidades do nazismo

(Com agência AFP)