Clique e assine com até 92% de desconto

Assessores afastam Trump do Twitter na reta final da campanha

O candidato republicano perdeu o controle de sua própria conta para evitar mensagens agressivas e polêmicas

Por Da redação Atualizado em 7 nov 2016, 16h34 - Publicado em 7 nov 2016, 11h44

Com medo de comentários polêmicos nas redes sociais, assessores do candidato à Presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, proibiram o republicano de controlar sua própria conta no Twitter. De acordo com o jornal The New York Times, a medida é parte da série de estratégias da equipe de campanha para proteger o magnata de afundar sua própria reputação.

Na última semana, as postagens irônicas de Trump na rede social, com uso de apelidos para seus adversários, deram lugar à divulgação de comícios e ao compartilhamento de artigos que defendem o candidato. “Tirar o Twitter foi um movimento essencial de seus assessores de imprensa, que o privaram de um canal sem filtro para suas agressões”, aponta a reportagem do Times, que acompanhou os bastidores da campanha.

De acordo com site The Verge, é possível notar que as postagens vindas de Trump estão cada vez mais raras porque os tuítes recentes partem de um iPhone. Quando o republicano escreve suas próprias mensagens publica através de um aparelho Android, desde que defendeu um boicote à Apple em fevereiro.

  • O presidente Barack Obama aproveitou para zombar do magnata e seu afastamento das redes sociais, no domingo, durante um comício da democrata Hillary Clinton.  “Nos últimos dias, tiveram tão pouca confiança em seu autocontrole que disseram ‘vamos tirar seu Twitter’. Se alguém não consegue lidar com o próprio Twitter, não pode lidar com códigos nucleares”, atacou.

    Segundo o Times, apesar de Trump mostrar publicamente sua confiança em sair vitorioso da eleição, ele demonstra insegurança em conversas nos bastidores da campanha. A bordo de seu avião, o magnata pede a seus assessores que conversem com ele durante a noite para que não fique “sozinho com seus pensamentos”.

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade