Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Assassino de Toulouse morreu após saltar da janela disparando

Por Da Redação 22 mar 2012, 09h02

Paris, 22 mar (EFE).- O ministro do Interior francês, Claude Guéant, declarou nesta quinta-feira que o assassino confesso de Toulouse morreu após saltar pela janela disparando, momento em que aconteceu o invasão policial ao apartamento.

‘Quando ele caiu no chão já estava morto’, contou à imprensa Guéant, quem relatou que na operação desenvolvida pelos agentes do corpo de elite da Polícia, o RAID, dois policiais ficaram feridos.

Ele lembrou que na noite passada último contato com os negociadores, Mohammed Merah havia advertido que se tentassem prendê-lo mataria os policiais.

Foi exatamente o que tentou fazer. Mohammed Merah saltou pela janela com uma arma na mão disparando na direção dos policiais.

Conforme o ministro, a operação começou às 11h30 (7h30 de Brasília) com o lançamento de três granadas, ao que imediatamente não se seguiu nenhuma reação.

Os policiais jogaram por baixo da porta e entraram pela sacada com câmeras detecção de presença, equipamentos que o identificaram dentro do banheiro, de onde saiu abrindo fogo.

‘Disparou rajadas muito grandes’, assinalou o titular do Interior, repetindo palavras do oficial do RAID, quem confessou nunca ter visto um ataque com tamanha violência.

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, parabenizou ‘o conjunto das forças da ordem’ pelo resultado da operação, fará uma declaração às 13h (9h de Brasília). EFE

Continua após a publicidade

Publicidade