Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Assad nomeia três novos ministros sem dar explicações

Segundo ex-premiê que renunciou, o ditador controla apenas 30% da Síria

Por Da Redação 16 ago 2012, 11h08

O ditador sírio, Bashar Assad, nomeou nesta quinta-feira três novos ministros, entre eles os da Indústria e da Justiça, indicou a televisão oficial sem explicar os motivos das mudanças. Adnan Abdo Sajni substitui na pasta da Indústria Fuad Kurdi, que só ocupou o cargo por dois meses. Najem Hamad al-Ahmad assumirá a pasta da Justiça no lugar de Radwan Habib. Já Saad Abdesalam Nayef passa a ser ministro da Saúde, substituindo Wael al-Halqi, que se converteu em chefe de governo depois da renúncia do primeiro-ministro Riad Hijab, em 6 de agosto.

Leia também:

Leia também: Ex-premiê afirma que Assad controla apenas 30% da Síria

Também nesta quinta-feira, a chefe de assuntos humanitários da ONU, Valerie Amos, afirmou que pelo menos 2,5 milhões de pessoas precisam de ajuda na Síria, devido aos frequentes confrontos entre as forças de Assad e os rebeldes, que buscam a deposição do ditador há 17 meses. Valerie, que se encontrou com o primeiro-ministro Wael al-Halki e outros funcionários sírios nesta semana, exortou as forças governamentais e rebeldes a fazer mais para proteger os civis em meio à violência. A ONU pretende levantar 180 milhões de dólares para a Síria neste ano. Até agora, atingiu apenas 40% da meta.

Continua após a publicidade
Publicidade