Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Argentinos começam a votar em presidenciais sem muitas surpresas

As eleições presidenciais na Argentina tiveram início com a abertura dos centros de votação neste domingo, numa votação em que a atual presidente, Cristina Kirchner, possui ampla vantagem para conseguir um novo mandato de quatro anos.

Kirchner, advogada de 58 anos, obteve 50,7% dos votos nas primárias de 14 de agosto e, nas últimas pesquisas, mantinha uma vantagem de mais de 35 pontos sobre os demais candidatos.

No total, 28,8 milhões de argentinos estão habilitados a votar nessas eleições que também renovarão a metade da Câmara de Deputados e uma parte do Senado, assim como alguns governadores provinciais.

As mesas de votação permanecerão abertas até as 18H00 local (19H00 de Brasília) e os primeiros resultados oficiais serão conhecidos após as 00H00 GMT (22 de Brasília).

A justiça eleitoral proíbe a publicação ou difusão de pesquisas e projeções de resultados durante a realização da votação e até três horas depois do fechamento das sessões eleitorais.

Mais de 87.600 efetivos das forças armadas e de segurança integram o esquema de vigilância eleitoral.

Para evitar um segundo turno, Kirchner deverá obter 45% dos votos ou 40% e uma diferença de dez ou mais pontos sobre o segundo colocado.