Clique e assine a partir de 9,90/mês

Argentina: Maurício Macri reelege-se em Buenos Aires (boca de urna)

Por Alejandro Pagni - 31 jul 2011, 20h31

O prefeito da cidade de Buenos Aires, Mauricio Macri (direita), conseguiu sua reeleição neste domingo em um segundo turno no qual enfrentou o senador peronista Daniel Filmus, candidato da presidente Cristina Kirchner, segundo pesquisas de boca de urna citadas pela TV.

“Segundo turno: vence Macri”, informou a emissora C5N, assim como os canais a cabo TN e América 24 que colocaram na tela a frase “Vence Macri”, assim como os canais 13 e Telefé.

Os primeiros resultados oficiais serão divulgados por volta das 21h00 locais (mesmo horário em Brasília), informou o ministro de Justiça da capital argentina, Guillermo Montenegro.

Caso seja confirmada a vitória de Macri (52 anos), do partido Proposta Republicana (PRO, direita liberal), será a segunda derrota do kirchenrismo em um grande distrito, depois da sofrida há uma semana em Santa Fé, terceira maior província em população e forte pólo agroindustrial.

“O governo deveria ‘ler’ esse resultado como um chamado de atenção para mudar o estilo e abandonar um projeto de poder para torná-lo um projeto de desenvolvimento”, disse o presidente do bloco de deputados do PRO, Federico Pinedo, em meio a festejos antecipados na sede partidária.

As emissoras não divulgaram as porcentagens da vitória do chefe de governo da capital argentina, quarto maior distrito eleitoral em população e o mais rico do país.

Continua após a publicidade

O senador peronista Daniel Filmus admitiu na noite deste domingo sua derrota diante de Mauricio Macri.

“Cumprimentamos o PRO, cujo candidato foi eleito. É disso que se trata a democracia. Neste momento a presidência está falando com Macri para felicitá-lo pelo desemprenho eleitoral”, disse Filmus em um discurso diante de seus partidários no comitê de campanha da Frente para a Vitória (FPV, peronismo kirchnerista).

No primeiro turno de 10 de julho, Macri venceu com 47% dos votos contra 28% obtido por Filmus (56 anos).

Macri é um engenheiro e magnata surgido de um império empresarial fundado por uma família de imigrantes italianos, que passou da presidência do gigante do futebol Boca Juniors para a política.

Filmus é um sociólogo e educador de centro-esquerda, que surgiu para a política na Universidade de Buenos Aires na década de 1970.

Analistas consideram que o eleitorado da capital aprova Macri e seu estilo despojado para os parâmetros da política tradicional, apesar de uma parte de seu apoio se justificar pela rejeição a Cristina Kirchner.

As eleições presidenciais, nas quais Kirchner buscará a reeleição, serão realizadas em 23 de outubro, mas em 14 de agosto haverá eleições primárias e obrigatórias, para cumprir a lei, apesar de todos os presidenciáveis terem sido ecolhidos a dedo pelos partidos.

Continua após a publicidade
Publicidade