Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Argentina está grávida do assassino de sua avó, irmã e filha

Romina Martínez, de 27 anos, disse que perdoou o ex-marido por considerar que ele estava “possuído” quando cometeu os crimes

Uma argentina de 27 anos está grávida do ex-marido, que está detido à espera do julgamento pelo assassinato de três pessoas. Juan Carlos Cardozo confessou ter matado a facadas a avó e a irmã de Romina Martínez, e também sua enteada, uma menina de 6 anos. O crime aconteceu em agosto do ano passado em Benavídez, cidade da província de Buenos Aires que fica a cerca de 50 quilômetros da capital. Ele alegou que o abandono da ex-mulher o levou a cometer os crimes.

Leia também:

Leia também: Argentina se casa com o assassino de sua irmã gêmea

Romina tinha decidido se separar de Cardozo depois de quatro anos de relação e uma filha em comum. Ela tinha deixado a casa onde os dois moravam uma semana antes dos assassinatos, quando foi morar com a avó, de 76 anos, e a irmã, de 15. Cardozo foi até o local para busca-la e, irritado por não encontra-la, matou as outras mulheres. O homem de 24 anos foi detido pouco depois e aguarda o julgamento em La Plata.

Agora, a mulher diz que perdoou o ex-marido por considerar que ele estava “possuído” quando cometeu os crimes. “Ele não fez isso porque quis”, disse ao canal C5N. “Entendi o que fez e não tenho que dar explicações a ninguém”, acrescentou, dizendo que vai visitá-lo todos os finais de semana na prisão em La Plata.

A família de Romina cortou relações com ela, incluindo seu pai que é querelante no julgamento. O casal já tem uma filha em comum, de 4 anos. Romina já havia denunciado o pai de sua filha por violência doméstica.

(Com agência EFE)